TERESA BERLINCK

Artista plástica, trabalha com sistemas de referência, desordenando narrativas e construindo associações entre memória e história. Transita entre desenho, escultura, instalação, livro, performance. Graduação Bacharel em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP, São Paulo (1999); Mestrado em Produção, Teoria e Crítica em Artes Visuais, Faculdade Santa Marcelina - FASM, São Paulo (2006). 

 

...

 

link para biografia e textos críticos

 

 

 

Jardim das três orelhas

guache e aquarela sobre papel, políptico em 6 partes

74x79cm, 2014

Barra do Sahy

lápis e aquarela sobre papel

46x31cm, 2015

 

 

 

Temporada de Verão, Barra do Sahy

lápis e aquarela sobre papel, 29,5x41,5cm

2015

 

 

Temporada de Verão, Imbassahy Bahia,

lápis e aquarela sobre papel, 26,5x39,5cm, 2015

 

 

Lagoa de Acajatuba (Desenhos do Rio Negro)
Lápis oleoso e aquarela sobre páginas do livro Uma comunidade Amazônica, de Charles Wagley, 1957 
18cm x 24,5cm

 

 

Vernacular | Livro Aberto - A fotografia não é só pseudo-presença, mas também símbolo de ausência, 2016
Guache, caneta de acrílica e lápis grafite sobre páginas de livro, texto de Susan Sontag
18,2cm x 24,6c, 2016

 

Através da fotografia, cada familia constrói uma crônica – retrato de si mesma – uma coleção portátil de imagens que testemunha sua coesão, 2016
Guache, caneta de acrílica e lápis grafite sobre páginas de livro, texto de Susan Sontag
22cm x 27 cm
, 2016

 

Vernacular | Livro Aberto

É sobretudo rito social, defesa contra a ansiedade e instrumento de poder
Guache, caneta de acrílica e lápis grafite sobre páginas de livro, texto de Susan Sontag, 2016

23,3 cm x 31,3 cm

 

 

Temporada de Verão, Barra do Sahy

lápis e aquarela sobre papel, 29,5x41,5cm

2015

 

 

Temporada de Verão, Imbassahy Bahia,

lápis e aquarela sobre papel, 26,5x39,5cm, 2015

 

 

Rio Carabinani (Desenhos do Rio Negro)
Lápis oleoso e aquarela sobre páginas do livro Uma comunidade Amazônica, de Charles Wagley, 1957 
18,5 cm x 25 cm, 2016

 

 

Pouca importância têm as atividades que são fotografadas, que se tirem fotografias e que essas sirvam de lembranças, 2016
Guache, caneta de acrílica e lápis grafite sobre páginas de livro, texto de Susan Sontag
22cm x 27 cm
, 2016

... incapaz de explicar o que quer que seja, é um convite inexaurivel à dedução, à especulação e à fantasia, 2016
Guache, caneta de acrílica e lápis grafite sobre páginas de livro, texto de Susan Sontag
23,3 cm x 31,3 cm
, 2016

 

 

Vernacular | Livro Aberto - Rastro fantasmagórico, a fotografia nos traz à lembrança a presença simbólica da família dispersa, 2016
Guache, caneta de acrílica e lápis grafite sobre páginas de livro, texto de Susan Sontag
22cm x 27 cm, 2016

 

 

...ver algo em forma de fotografia é deparar-se com um objeto potencialmente fascinante, 2016
Guache, caneta de acrílica e lápis grafite sobre páginas de livro, texto de Susan Sontag
31,3 cm x 23,3 cm
, 2016